domingo, janeiro 14, 2007

Quem matou o carro elétrico?

Se o carro elétrico batia recordes de velocidade em 1898, por que foi abandonado? E o biodiesel? Ele foi inventado em 1902, pelo próprio Rudolf Diesel, utilizando óleo de amendoin. O projeto não decolou na época devido ao baixo custo do petróleo, mas ele já previa que no futuro este tipo de combustível seria muito interessante para desenvolver a agricultura em paises subdesenvolvidos. Que visão!

A partir de 1996 houve um outro esforço para retomar a produção de veículos elétricos, mas novamente algo aconteceu e este tipo de veículo não pegou. Quem são os culpados? O filme “Who killed the electric car” explora essa temática em um momento muito oportuno na discussão sobre propulsores alternativos e aquecimento global. Afinal, nossos automóveis representam em torno de 30% das emissões de CO2. Antes mesmo de ver o filme acompanhe o veredito:

- Consumidor (CULPADO)
- Baterias (INOCENTE)
- Industria do petróleo (CULPADO)
- Industria automobilística (CULPADO)
- Governo (CULPADO)
- Células a combustível de hidrogênio (CULPADO)

Acompanhe o trailer.



As tecnologias avançam muito, e com boa vontade política e ações estratégicas, poderemos ter um grande avanço nessa área nos próximos anos. Apesar de termos cada vez mais carros rodando nas ruas (são 52 milhões por ano no mundo todo), os carros poluem cada vez menos graças à uma combustão mais limpa realizada pela injeção eletrônica entre outras tecnologias.

Nunca o tema foi tão discutido pela industria automobilística, e até mesmo no último salão de Detroit os engenheiros acharam muito estranho não encontrar neve nas ruas.

Há projetos promissores com uso da nanotecnologia para o armazenamento de energia elétrica que irão revolucionar a idéia que temos de baterias. Pretendo explicar mais detalhes nos próximos posts.

Ferramentas, idéias e técnicas estão aí para serem aplicadas. O progresso virá se não ocorrerem sucessivos assassinatos a aquelas que vêm para o bem da humanidade. Ficamos otimistas quando vemos que cada vez mais empresas, órgãos governamentais e ONGs agindo em prol da causa, como se estivessem pagando a fiança para reduzir sua parcela de culpa.

3 Comments:

Anonymous laura said...

Isso é tão estranho que parece até teoria da conspiração

12:48 PM  
Blogger BeInspired said...

Este comentário foi removido por um administrador do blog.

11:13 AM  
Blogger BeInspired said...

Eu sou meio cético com teorias da conspiração. Mas acredito que esse não se trata de conspiração e sim um efeito do mercado. Contudo, estou otimista que nos próximos anos a mercado irá conseguir absorver esse tipo de protudo. Pelo menos os métodos de propulsão alternativa já são uma realidade!

11:15 AM  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home

Blogroll Me!